terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Mono =]

Lock window in a sunny day

Three kids playin’ that ball again

The music aloud here rockin’ the walls

Can´t hear the sound of out

 

I’m writing to talk with myself

The only one remains to hear

The better one to understand

I’m always here to say I am

 

So much time without invitations

Don’t you ever think I’m the lone one at the window?

 

I see no problem dancing this song alone in this night (be Mono)

I am enough

Space, my moves without nobody to prevent

Just let me roll (just let me in peace)

 

Claustrophobic but

I still prefer you keep

Yourself a mile of distance of me

Than be locked right here

 

You can lose your time

Talking about that lone guy

Ah, I don’t give a damn

And I ain’t change

 

You all guess my life is monotone (all you are so wrong)

When will you understand I don’t need your way to smile?

sábado, 20 de dezembro de 2008

...

E de repente estávamos todos lá.

Um punhado de amigos, outro de inimigos e uma horda de desconhecidos.

É estranho esse ambiente, não é?

A gente nunca sabe quem ta chorando de verdade e quem quer aparecer...

Alias... numa hora dessas a gente sabe tão pouca coisa...

Eu mesmo nunca sei o que dizer, onde devo por meus braços, para onde tenho que olhar

Então eu simplesmente abaixo a cabeça e deixo com que os outros se preocupem com isso...

Eu tenho meus próprios tormentos pra me torturar...

Principalmente eu, que poderia ter feito parte de qualquer dos grupos: amigo, inimigo ou desconhecido...

E acho que me sacramentei no pior deles...

Não que eu tenha dito algo, mas pensamentos e atitudes falam mais do que as próprias palavras.

É como eu disse, a gente sabe tão pouco numa hora dessas...

E hoje de manha eu concordei com Clarice Lispector...

Todo mundo tem uma hora da estrela, a hora que a gente finalmente é protagonista da própria vida...

Pena que não há mais vida...

E a gente sempre para pra pensa no porquê de viver...

Simples... pra fazer parte de um dos três grupos pra alguém, e tentar ao máximo fazem com que eles façam parte do de “amigos”... pra na sua “hora da estrela”... o espetáculo ser o mais belo possível...

Mas esse já passou... e eu estava no grupo errado...

Mas a gente sabe tão pouco nessa hora...

O lado bom (se é que há) é que eu aprendi uma coisa

Eu não sou NINGUEM pra julgar o que as pessoas merecem...

Coincidência ou não, as coisas acontecem...

E dessa vez foi comigo.

Não tão próximo, graças a Deus,

Mas laços são laços, e mesmo estando no grupo errado, eu não estava no dos desconhecidos...

Só espero que, onde quer que esteja, me perdoe por aquele pensamento...

 

 

Descanse em Paz.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Wyrd bið ful ãræd

Meus olhos estão fechados

a unica coisa que eu queira era pegar no sono

mas há algo que gira em minha cabeça...

tic tac, tic tac...

os ponteiros nunca param de girar;

eu errado ou acertando...

minha barba cresce cada vez mais cheia.

quando foi que apareceu essa cicatriz?

Por que a gente não tenta só nos entregar ao ócio,

E deixar que o silêncio faça o resto?

Não precisa responder, porque eu também to assim

Não é como antes... o silencio agora incomoda

E se não bastasse... as palavras so pioram a situação.

Porque agora falamos línguas diferentes

Eu olho em seus olhos, e sei que você ainda está lá, mas...

Tic tac, tic tac

Os ponteiros nunca param de girar,

E me trazem devolta à cama.

Eu só queria dormir, e acordar bem amanha.

É sempre assim, não é? A gente se sente mal por um tempo,

Mas se dormimos sempre ficamos bem melhor...

Tic tac, tic tac

E os pensamentos girando como sempre...

Uma vez eu li num livro que o destino era inexorável.

Grande coisa.

Eu não entendi.

Ah! Uma vez eu li também que o pra sempre sempre acaba.

 E acaba mesmo. Porque o destino é inexorável.

E por que o destino é inexorável?

Porque os ponteiros nunca param de girar.

Tic tac, tic tac

Trim trim...

Bom dia. 

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Tradução eh soh pedir =D

R.I.P

Rescue me from those spell books
From my cold, dark and silent dome
Come with hugs I am not familiar
I have been ever closed inside
Come the right way or you will make me strike you
Come patiently or I will have to flee

Please don’t turn on the lights so fast
My eyes aren’t used to them yet
If you call me, do it as a whisper
Kiss in silence, make it harmonious
This is all I want you to do
Come to understand all my fears

If you are not afraid the graveyard
You can to visit me at night
I promise I will behave

When winter comes and the snow make me disappear
And I fear you can not find me
Beyond the corpses I don’t rest in peace
Just waiting the summer make me hot again
Then I will get over the ground
And I will break the gate to meet you

Even if I have to crawl along the streets
Wherever you are I’ll be too
I’m your guardian angel

It hurts when you look me as I’m a monster
As I’m different from you
In the end, we will be the same

One day you all will be like me
Just a rotten body without a heart to beat

Please don’t act as you don’t know me
I still love you, remember the words
You wrote in my gravestone

While you live I will haunt you
Until you look me as you did before
This way I will rest in peace

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

rsrs... eh gnt... eu tbm to virando uma das cobrinhas huahua

Deixe-me apertar um pouco mais minha gravata
Assim o ar não chega à minha cabeça
E eu posso ir de cabeça nessa guerra abominável...
Não, aqui não tem espadas nem escudos
Não tem soldados sacrificando suas vidas
Tem coisa muito pior: gente traiçoeira e jogo de poder
Pelo simples prazer de dizer não.
O idiota fui eu mesmo. Acreditei nessa carinha de anjo.
Não existem anjos numa guerra, Ewerton.
E é por isso mesmo que as coisas vão mudar daqui pra frente...
Se não existem anjos, eu não faço questão de parecer um
Se isso é uma guerra, dane-se quem está certo
Eu vou ver o meu lado, e só.
Gravata apertada, um pouco de ousadia e uma língua afiada
É tudo que eu preciso de agora em diante
Eu não estou aqui pra fazer amigos, não agora
Só muna-se desses três atributos também, e pense em si
Ou vai cair na mesma armadilha que eu, não é difícil.
E, sinceramente, o mais difícil é a gravata
O resto é intrínseco desse lugar...
Entrei aqui esperando que me tornassem justo
Vou sair daqui esperto
Obrigado.

sábado, 18 de outubro de 2008

creditos para: XD huahuahuahu (sabado a noite... nada pra fazer? vamu brinca d rapper? - nem eu sabia q eu sabia)

Xd VS Eto

xD diz:
eto thinks hes cool
when he sings to the southern guy
but hes just playin the fool
but hes still friend of mine

xD diz:
well, eto thinks i suck
he thinks i cant rhyme
at least i dont have a imaginary best friend
to waste my fukin time

€tọ diz:
I dont ever give a damn
if the southern understand
he says he wanna bite my nose
a guy like this must'drop a dose

xD diz:
eto's nose is just right
its somethin i'd like to bite
he fucks whoever he wants at nights
but he still havent manage to fuck the smoker guy

€tọ diz:
yeah mah guy, I am the fucker
and I make the boys shut up
you become just one of'em
you'r just a kid for what I got

€tọ diz:
Snoop dogg is amateur
When he meets a certain boy
just clap you hands to XD
cuz he’ve come to make some noise
xD diz:
yeaaaaaa nigga
fo shizzle my nizzle
that's the anthem
get your damn hands up
E to the T-O
x to the D

€tọ diz:
E to the T-O (motherfuckers)
X to the D

xD diz:
we niggas are right to see
with my bro ewerton from itaquiraí
snoop do double G and ETO and xD

€tọ diz:
XD is on travel, he says hes from SP
B-R-U-S and "que", got the people of Brusque
xD diz:
who rocks here in the south?
who rocks there in itaquiraí town
i dont know if ain't me
must be a clone on this microphone
€tọ diz:
well mah brain is getting flat
I can take no more step
I think is better gotta sleep
tomorow, man, another meet

domingo, 5 de outubro de 2008

Momento Amy Winehouse... hahuahuahuahua brinks*..... soh tava cum raiva qdo escrevi esse

Se eu fosse você eu tomaria mais cuidado
Tanto com as coisas que diz quanto com as que faz
Cheque aquele canto escuro antes de contar suas antigas vantagens
Pra não correr o risco de elas perderem o efeito...

Suas influências já não são tão influentes
Suas amizades já não são mais tão amigas
E eu não sou mais o menininho tolo sob sua jurisdição...
Eu perdi o medo de falar; não tenho nada a perder
E eu não esqueci dos muros que você colocou na minha frente...

Eu estou te sufocando sorrateiramente, e não é de hoje
A única coisa que mudou é que agora você sabe
Sim, eu sou teu demônio, tanto quanto você foi o meu por tempos
A víbora que lentamente acaba com você
Seu advogado do diabo
Seus pesadelos
A sombra escondida em cada ato
O veneno embutido em todas as suas “boas” intenções
A argüição de seus defeitos
Tudo aquilo que você não quer ouvir
O mero reflexo do que você me causou...

Seus murmúrios chegam até mim, é melhor se desesperar de vez
Nem eu nem você somos marionetes
O fato é que agora eu também aprendi a manipular
Eu te entendo agora: o sabor de passar por cima
Mas eu só farei isso por você, pra te colocar no lugar certo: fora
Não tenho o mesmo prazer nisso que você...

Se eu sou o vilão? Talvez...
Todos nós somos um pouco, as vezes
Depende do lado que você observa as coisas...
Quem sabe quando você parar de pensar em si mesmo entenda
Você pode dizer que sim, mas o que eu tento é ser justo,
Tanto com você quanto comigo mesmo
Agora se você não é fã de justiça...
Eu também não sou seu fã
E agora é a SUA vez de conviver com o indesejável

É isso... um resquício do que você merecia ouvir
O resto eu trato de executar
E boa sorte...
Por que se depender de mim?
Nem isso te salva.

domingo, 28 de setembro de 2008

Fim da linha ;)

Retiro o que eu disse.
Pegue seus mapas e rasgue, ou dê-lhes bom proveito.
Não venha pra cima de mim dizendo que as pessoas mudam
Elas mudam sim, mas são sempre a mesma, no cerne...
Pelo menos eu sou...
Você sabia desde o principio os meus defeitos
Nunca tentei parecer perfeito, nunca omiti minha opinião
Agora se ela não te agrada,
Uma coisa que não me agrada não me faz apedrejar ninguém
E se você pensa que pode fazer isso, é ai que peca.
Continue carregando o mundo nas costas, vamos ver por quanto tempo ainda resiste...
Espero que pela vida toda, afinal, o mundo precisa de heróis.
O Mundo sim, eu não.
Então pode ir tirando essa faca do meu pescoço, porque eu não pior que você.
Você não pode aparecer de vez em quando e exigir o melhor de mim
Foi você quem fez questão de arrebentar com nosso nexo
E, pelo amor de Deus, não venha me dizer que não me conhece…
Você não conhece mesmo...porque preferiu assim
Eu te dei todas as chances
Mas os heróis não enxergam pessoas comuns
E as pessoas comuns vêem demais em heróis...

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Quando me dei por conta...

Respirar é uma coisa tão fácil, ao menos é o que era pra ser. Tudo que eu queira agora, contudo, era um tempo pra poder fazer isso. Eu já não me surpreendo com frases do tipo: “Mas você é tão jovem”. Afinal, é a mais pura verdade.
O fato era que eu achava isso bom. Eu me sentia tão dono da verdade que estava cego demais pra perceber que estava pulando fases da minha vida, pra chegar a uma meta distante, na qual eu nem sabia se ia ser feliz.
Entre independência e dignidade, eu escolhi a celeridade. Estou na frente nessa corridinha imbecil, sim, mas qual é a importância disso? Acabei por ser o mais dependente e o menos digno.
Talvez, daqui a quatro ou cinco anos, minha escolha tenha valido pena. Mas eu só vou saber quando chegar lá. Além disso, tudo na vida tem sempre dois lados.
“Mas você é tão jovem”.
Sim, eu sou. E só queria errar de vez em quando, sem ter que me sentir tão responsável, sem ter que saber que esperavam mais de mim, sem ter que saber que eu mesmo esperava um pouco mais.
Tudo aquilo que hoje acho importante, por incrível que pareça, não diz respeito às pessoas que realmente o são. Há quanto tempo eu não sento numa rodinha de tereré? Há quanto tempo não passo intermináveis quatro horas num ócio que se acabam num segundo? Há quanto tempo não rio sem preocupação?
Eu rio constantemente. Mas não é a mesma coisa de tempos atrás, em que eu ria num nível mais alto te veracidade, e o que me motivava a isso não era socialmente relevante.
Eu não tinha que opinar quando não quisesse, nem me abster quando as palavras queriam explodir na minha língua.
Talvez você leia isso e ache um mero desabafo adolescente. Pra mim não faz diferença, afinal, “eu ainda sou tão jovem”. Mas mesmo assim, nessa minha grandiosa juventude, todo me soa como palavras de um idoso.

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Texto velho... mas naum tinha otro ake =P

O que é melhor?
A lucidez da solidão ou a loucura de gostar de alguém?
Não faz a menor diferença agora
Pois eu estou exatamente no meio dessa ponte
Que balança...
E me faz perder todo o equilíbrio uma hora
E outra me permite balançar no movimento
Livre...
Meu único medo é que uma hora eu caia
Pois aquela escuridão lá em baixo é bem pior que a lucidez ou a loucura
É a indiferença, o dane-se, o sem sal...
E como eu sei?
Por que era de lá q eu te olhava
Como um animal que enxerga um objeto brilhante
Alto demais pra que ele alcance...
Uma jóia cara demais na vitrine
Mas ai eu pergunto de novo
A loucura da cobiça
Ou a lucidez do nunca vou ter?
Não sei!
Dizer que eu quero é mentira
Dizer que eu não quero é absurdo
Se fosse para cometer o sacrilégio de transformar sentimentos em palavras
Eu diria
Tudo que quero é não querer

sábado, 16 de agosto de 2008

Pra nosso adeus naum ser silencio =[

Têm horas que as pessoas cansam de ser refugio
De ser o marinheiro
E passam a querer ser o barquinho sem comando

Têm horas que o Lado Negro fala mais alto
Que errar torna-se estranhamente saboroso
Que EU vivo VOCÊ na pele

Ninguém me disse que eu nunca poderia errar
Me desculpe se você pensou que eu estaria sempre certo
É muito fácil esperar que eu fique diminuindo seus erros
Te dando carinho e me abstendo quando a verdade dói

Você já parou pra pensar no meu lado?
Que talvez estivesse tudo indo mal antes mesmo que você dissesse verdades indesejáveis?
Que eu também quero ser o errado as vezes
Que não te custava nada cumprir o meu papel pra variar

Eu só fui bobo demais em pensar que seria duradouro
Que não era tão frágil, que já éramos mais fortes que isso
Mas eu aprendo... não passa de mais um tombo
Por mais que doam, as feridas sempre saram


E se você quer dessa forma, é assim que vamos jogar
Você vai continuar ocupando seu cantinho, em silêncio
Mais alguns dias e eu não serei mais nada pra você
Em alguns anos poderemos fingir que nunca nos encontramos

Eu poderia dizer que está bem como está
Ou que eu sinto muito sua falta
Se em qualquer uma delas te parece hipocrisia
Sinta-se a vontade pra tornar uma delas realidade

terça-feira, 12 de agosto de 2008

uffaaaaa

consegui recuperar meu msn antigo =]

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

gnt... espero q alguem tenha tido a curiosidad d saber pq eu sumi

eh o seguinte...
alguma pessoa sem carater ou moral nenhuma achou que seria divertido roubar a senha do meu msn...
sinceramente eu naum sei qm poderia ter feito uma infantilidade dessas, mas infelizmente fizeram...
eu naum tenho como avisar vcs de outra forma, a nao ser por ake e pelo orkut...
foi sorte eu ter deixado o link na menssagem pessoal... soh espero q alguem de por minha falta...
tive q fazer um novo msn... ewerk30@hotmail.com.... eh qse igual o anterior, pra naum fika dificil...
naum consigo lembrar dos emails d todo mundo... alguns eu lembrei, mas naum consigo de todos...
pod parecer idiotice mas eu to me sentindo assaltado....
espero q semana q vem esteja tudo ok pra eu continuar postando

obrigado todo mundo e por favor me add de volta

Abistinência das Ferias =P

Hoje eu pensei que ia acordar feliz, porque não vi você
Acabei concluindo q estou em abstinência
Por que o amanhecer conseguiu ser ainda mais dolorido que a noite anterior
Muito mais forte que a chuva e o frio q eu sentia
Meu coração inteiro so estava em um lugar
Lugar esse que eu não fazia idéia de onde ficava
Mas que era o lugar q você estava
E quando penso que minha mente está vazia
Eu me pego contemplando a mesma fotografia
Com medo de ir mais alem
E peder o pouco que conquistei
E so então me dou conta q eu não conquistei nada
Qualquer passo para trás já é abismo
E mesmo assim eu não caminho.
Não tenho você... eu já me conformei
Mas eu so queria ver um sorriso sincero
Combinado com um olhar em minha direção
Pra poder continuar imaginando as mesmas coisas bobas
E ah, se as lagrimas fossem como nos filmes e pudessem fazer milagres...
Mas não fazem... tampouco você as enxerga...
São so lagrimas
Cada vez mais....
Mas ainda assim... so lagrimas....

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

naum ia por esse.... naum eh meu melhor, mas eh o q ha no momento

Eu não sou obrigado a concordar
Nem a fazer parte dessa brincadeira demorada
Ela é para aqueles garotinhos indecisos da escola
Sem um futuro promissor pela frente;
Eu não sou assim
Não tenho um futuro promissor, mas estou construindo um
Que definitivamente passa longe de ser humilhado
De ver minha personalidade se desfazendo pelo cansaço
De parar de viver pra simplesmente sobreviver
Um brinquedo nas mãos de algum mal amado
Que perdeu a vida
E fica feliz de fazer o mesmo com a maior numero de gente possível...
E eu estou no pior grupo... no dos que se defendem
No dos que tem boca, o tipinho “problemático”
Ultima fila, ultima coluna... “sérios desvios de comportamento”
O tipo de pessoa que fora desse mundinho é chamada de normal
Muito mais que reles corpo pra ser arrastado, ferido, mutilado
Não se trata de covardia, mas de opção de vida
E sou privilegiado de ter uma, e não pretendo perder meu tempo
Aconteça o que acontecer, eu não pretendo ouvir suas ordens
“paga dez por existir”
“paga vinte por respirar”
“paga trinta por pensar”

em ingles pra kebra a rotina =) (se kiser a tradução fala cgm)

Metal in South, black clothes to contrast
A blind door between us let us play fairly
But I never though I’d go so deep in this game
Too late when you say it’s a long time to wait

Mask in North, letters and confessions
Sweet words and feelings to built my imaginary world
My missing place, unreachable, that’s falling apart
Right after you say it’s a long time to wait

You say you are not leaving me behind
You tell you aren’t saying no to what you feel
You explain you are just seeing the true
And you are so right, it’s a long time to wait

It’s a long time to wait
You will forget me
You are not ready
We are not ready

Silence in South, a seek pounding inside this chest
A measured beat of a clock lost where time has no matter
It could stop which difference it does? You aren’t near enough to perceive
And till it be, it’s a long time to wait

Paralyze in North, a lost sight to horizon
I’m trying to see a thing long over my range, it’s useless
But you have said me “what matter the maps?”
Even I was anywhere else, It’s a long time to wait

Your problem is time
My problem is space
No matter what happen
We are not ready

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Esse naum tem titulo... a pessoa certa sabe que eh pra ela...

Nunca me pediram pra descrever um sentimento
Não que isso signifique que eu conseguiria
Mas ultimamente eu estive pensando no que seria o amor
Ou melhor
Em que momento eu estou apaixonado
Seria quando eu não disfarço mais o olhar?
Quando fico horas olhando pra um único lugar?
Quando distancia parece significar tudo e nada ao mesmo tempo?
Quando a frase mais imbecil tem todo o sentido?
Quando os clichês tornam-se dádivas da filosofia?
Quando me pego esperando você entrar na internet?
Quando o resto do dia parece um vazio no qual não identifico o que me faz falta?
Quando seu silencio corrompe meu peito?
Quando minha maior conquista não significa nada se você não faz parte dela?
Quando os detalhes da minha imaginação parecem tão nítidos?
Quando me desespero ao perceber que não vai ser pra sempre?
Não é pra sempre, e o sempre que me resta é muito curto
Melhor aproveitar os poucos segundos que me restam com sabedoria
Como água que escorre pelos dedos
Pra que no ultimo momento
No ultimo segundo
Eu possa levar seu “tchau” para minha nova vida vazia.

sexta-feira, 18 de julho de 2008

Uma vaga definição de mim mesmo.... completamente inutil

Achei q estivesse na hora d mudar

pq jah non tenho certeza d que sou a mesma pessoa...

Sou apenas o mesmo corpo,

q d tempos em tempos permite q uma nova mente o habite,

tao igual e tao diferente à anterior,

que se confundem as vezes,

q sao loucas por natureza e que a maioria do tempo segem pelos caminhos imperfeitos...

Pq eu non sou perfeito..

.e nem vou ser....

e nem quero...

A Perfeição me tira o temperoe eu gosto das minhas mentes...

do jeito q sao... imprevisiveis...

E quando vc for capaz d divisá-las ali,

pairando no ar, conseguir entender sua complexidade e retirar delas o q ha d mais valioso,

talvez entao vc tenha conseguido me entender...e gabe-se disso!

Pois eu mesmo nunk consegui....